SALMOS

"Instruir-te ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho. Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem."

Salmos 32:8 e 9
































































segunda-feira, 29 de setembro de 2014

UMA PESCARIA INESQUECÍVEL


NÃO JOGUE O SEU VOTO FORA. AINDA HÁ ESPERANÇA. USE O PODER QUE VOCÊ TEM.

NESSES EU CONFIO, PORQUE CONHEÇO! DEPUTADO FEDERAL ROBERTO ALVES = 1078 E DEPUTADO ESTADUAL GILMACI SANTOS = 10123





terça-feira, 23 de setembro de 2014

VOCÊ É MAIS RARO QUE O OURO PURO DE OFIR

A letra da canção que você vai ouvir a seguir é de fato rara de tão linda e profunda, e fala diretamente com qualquer ser humano, mostrando o valor que nós temos para com Deus. O nome da canção é "Raridade" e o seu interprete é o cantor Anderson Freire. 

Nós do Exército Universal fizemos questão de colocar o título como "Você é mais raro que o ouro puro de ofir", porque após ouvir a canção, você vai perceber de forma clara o valor que nós temos diante de Deus. Ouça e compartilhe:


Você conhece o seu ponto fraco?

46

Você não é o Super Homem mas até ele tem o seu ponto fraco: a kryptonita. Por mais super homem ou super mulher que você possa ser, há uma parte de você que é mais débil. Outro nome que se dá a isso é o seu tendão de Aquiles, expressão que herdamos da mitologia grega. Aquiles era um herói “invencível” que tinha apenas uma vulnerabilidade, por onde foi morto: seu calcanhar.

Não é à toa que todo herói de ficção, apesar de seus superpoderes, também tem seu ponto fraco. É uma maneira de lembrar a nós mesmos de nossas fraquezas. Não há ninguém nesse mundo que seja invulnerável. Qual é a sua fraqueza? Aqui vai uma lista de 10 fraquezas bem comuns ao ser humano (há muitas mais):
  1. Álcool, drogas, cigarro e outras substâncias entorpecentes: sua válvula de escape da realidade. Vídeo games e outros tipos de games cabem aqui também por sua habilidade de nos tirar da realidade
  2. Mulher: você homem que não consegue ter uma só
  3. Homem: você mulher que precisa de um para acalmar sua carência
  4. Dinheiro: você que faz tudo e mais um pouco por ele, mesmo que seja ilegal ou às custas de seus valores
  5. Orgulho: o ponto fraco de todos nós. Há tantas formas de feri-lo… desprezo, falta de reconhecimento de seu valor, levar uma repreensão, reconhecer um erro, vergonha de pedir desculpas, um comentário sobre sua aparência, ser superado por alguém melhor… A lista é longa. Até a humildade pode provocar orgulho (!)
  6. Sexo: pornografia, masturbação, ter vários parceiros, obsessão pelo prazer sexual
  7. Emoções: tristeza, raiva, sentimentos depressivos, falta de atenção, baixa autoestima, ódio, mágoa, hipersensibilidade, timidez, vergonha
  8. Sua infância: nem sempre fácil de detectar, mas uma infância instável, incompleta, abusiva ou marcada pela ausência de boas referências de pais podem desencadear vários problemas na vida adulta
  9. Presa fácil das dúvidas: uma pessoa indefinida, de opiniões variáveis, indecisa, muito dependente da opinião alheia
  10. Medo: de errar, de perder o que tem, do futuro, de ficar sozinho, de perder o controle, do que as pessoas pensam, de parecer ridículo… O medo, como o orgulho, atinge a todos nós em graus diferentes. É a ausência da fé.
Você tem pelo menos um ponto fraco. Isso não lhe faz menor que ninguém, apenas humano. O que você não pode fazer é ignorá-lo.
Identifique o que é, reconheça-o como fraqueza e desenvolva estratégias inteligentes para superá-lo.
Você não precisa ser fraco porque tem um ponto fraco. Mas seja mais esperto que ele.


Veja também:
Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

ENTREVISTA ESPECIAL COM CRISTIANE CARDOSO


VOZ QUE CLAMA NO DESERTO



Eis aqui Eu envio Meu mensageiro diante de Tua face, o qual preparará Teu caminho. Voz de quem clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; Endireitai Suas veredas. Marcos 1.2-3
Esta é a primeira promessa do livro de Marcos e a única citação do Antigo Testamento. O livro de Marcos não é uma biografia da vida de Jesus, pois não entra em detalhes sobre Sua família ou carreira. Em vez disso concentra-se no que Ele fez, no Seu Poder e na diferença que Ele fez na vida das pessoas. Marcos não apresenta um Jesus de ensino, e sim um Jesus de ação.
Curiosamente, o livro é escrito no tempo presente, como se Marcos fosse um repórter e nós seus ouvintes. Como se nós estivéssemos ao vivo assistindo ao Senhor Jesus. Marcos quer transformar o leitor, em vez de informá-lo. Ele quer que o leitor conheça o Senhor Jesus não pelo Antigo Testamento ou por explicações, mas pelas coisas que Ele fez: libertação, curas, milagres e as vidas transformadas, inclusive de Seus discípulos.
No versículo acima, Marcos fala sobre João Batista ser um mensageiro enviado à frente de Jesus para preparar o Seu caminho. Nos tempos antigos, como os de hoje, sempre que um rei visitava uma cidade ou país, sua vinda era anunciada com antecedência e as pessoas respondiam com a reparação de estradas e comunidades para a tão esperada visita do rei. Isso era feito não só para tornar a viagem do rei mais confortável, mas também para dar-lhe a melhor impressão daquela cidade ou país. Três autores das Escrituras e um profeta proclamaram a vinda do Rei dos reis: Isaías, Malaquias, João Batista e Marcos.
Se queremos mais de Deus em nossas vidas, se queremos mais de Seu poder e Sua presença, o profeta Malaquias diz: "Aproximem-se de Deus e Ele se aproximará de você" Malaquias 3.7. Devemos não só preparar o caminho para Ele, mas também fazê-lo reto. Aproximando-nos dEle com os nossos pensamentos e atitudes, pela forma que vivemos nossas vidas e tomamos nossas decisões.
Quando colocamos Deus em primeiro lugar, estamos clamando por Sua Presença. À medida que trabalhamos para limpar nossas vidas e reparar o nosso comportamento para agradá-Lo, o Espírito Santo nos prepara para conhecermos Jesus por meio de sua Voz clamando no deserto.

CARTA DO PAI DE UM EX-VICIADO



Prezado bispo Rogério Formigoni, é como pai do seu amigo Luciano Ricardo Marques que venho com muito respeito e enorme satisfação me expressar quanto ao seu desempenho no dia 31 de julho de 2014, na inauguração do Templo de Salomão.
Acredite, sua exposição foi tão clara que a plateia estava toda perplexa com suas afirmações de que o vício tem cura por meio da fé e da perseverança, pois o senhor mesmo é uma dessas pessoas curadas há mais de 20 anos.
Quando o senhor morava em Lucélia – SP, o Luciano também fazia parte das noitadas e orgias regadas a crack e cocaína. O meu sofrimento, como pai, e da Nadir, como mãe, parecia sem fim. Mesmo aqui em Bauru, o Luciano participava ativamente das drogas. Para a nossa felicidade, o Luciano iniciou a sua participação junto à Universal de Bauru e deixou o espírito do vício e hoje é uma pessoa de Deus, renovado na fé, e nós temos muitas esperanças quanto à transformação ocorrida na vida do Luciano.
Fé é também crer naquilo que não vemos. Muitas pessoas querem ver para crer, porém se vermos, não cremos, mas sim constatamos fatos.
Deus não pode ser explicado. A própria ideia de Deus vem ser infinitamente superior a nós. Sábio, Poderoso, Eterno, Perfeito... Presume o fato de não ser limitado por definições humanas.
O senhor, após a inauguração do Templo, deveria estar exausto, mas tenho a convicção de que seu coração, sua alma, estava leve por ter sido escolhido para uma responsabilidade tão memorável. Os seus amigos, os superiores, bastante alegres pelo seu desempenho diante da grande responsabilidade, mas tenho certeza de que naqueles memoráveis momentos o senhor contava com a inspiração do Espírito Santo.
Agradeço a sua presença em Belo Horizonte, pois meu filho ia desistir da Igreja devido ao cansaço da vida e ao desânimo causado pelos dias desgastantes. Quando o senhor chegou tão cheio da fé para fazer o culto, colocando o amor de Deus na vida de cada um, o meu filho nunca mais desistiu da Igreja, e já faz quatro anos que ele está curado e permanecendo na fé de Deus.
Parabéns pela sua atuação diante de uma plateia repleta das autoridades de maior expressão do nosso País, onde a emoção tomava lugar constantemente a cada fala sua.
Admiro o senhor, que é iluminado pelo Espírito Santo, corajoso, destemido e que tem o dom da Palavra.
Desejo ao senhor, bispo Rogério Formigoni, que Deus lhe dê vida longa, com muita saúde.
Para finalizar, gostaria de citar o Salmo 133:
Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos! É como o óleo precioso sobre a cabeça, o qual desce para a barba, a barba de Arão, e desce para a gola de suas vestes. É como o orvalho de Hermom, que desce sobre os montes de Sião. Ali, ordena o SENHOR a Sua bênção e a vida para sempre.
Que o meu Deus, que é o seu Deus de Abraão, esteja sempre nas suas palavras recuperando pessoas e trazendo alegrias para os seus familiares!
Parabéns, e que Deus o abençoe sempre!
Atenciosamente,
José Aparecido Marques

PARECIA IMPOSSÍVEL EU MUDAR



Sempre fui considerado por mim mesmo um filho órfão. Apesar de morar com meus pais, era como se eu não existisse para eles. Viviam sempre ocupados com tudo e todos, menos comigo. Com isso, cresci em meio a tamanho ódio deles. Não suportava sequer dirigir a palavra a eles, chegando à conclusão de que não precisava deles. Aos poucos este sentimento foi se transformando em um ódio mortal. Tornou-se para mim um desafio: matar meu pais, porém, a dúvida era como e quando…
Já adolescente, conheci novas amizades, entre elas, jovens envolvidos com satanismo. Achei aquilo o máximo e decidi ir mais a fundo. Eles assumiam ser anticristo, vestiam-se de toda simbologia, possuíam estilos musicais próprios, usavam drogas, se prostituíam e, claro, tinham muita, mas muita influência. Logo, me aprofundei na aventura, estudando tudo sobre esse “estilo de ser”, até que, não demorando muito, fiz meu pacto de sangue com satanás. E em meio aos rituais que aprendia no dia a dia e praticava, meu foco sempre foi se ampliando, uma vez que cada conquista era um incentivo a querer mais do meu "grande amigo", o diabo.
Era assim que eu o identificava. Já que não tive isso dentro de casa, me convenci de que ele era a família que eu sempre precisei. “Ele” sempre me convenceu que família era uma fábula, e que enquanto “Eles” lá em cima precisam ser Três para ser Um, ele, o diabo, era só um e era tudo. Cheguei a fazer um ritual para ser invisível e, acreditem: eu era convencido disso e durante um longo tempo vivi assim. Cheguei a fazer mal a muita gente e isso era um hobby para mim.
Na verdade, era uma troca de enganos entre nós. Eu, fazendo tudo apenas para chamar atenção de todos, mostrando ser um cara super forte, e o diabo mostrando ser um amigo super fiel. Estava comigo nas baladas, mas não conseguia, mediante a tantas pessoas, me livrar da solidão. Estava comigo nas madrugadas, no cemitério, mas não conseguia me livrar dos medos e traumas. Dizia ser meu consolo, mas não conseguia me livrar das perturbações constantes e pesadelos infernais. Deus, pra mim, era um mito e, segundo a bíblia satânica, meu livro de cabeceira, era o cara mais injusto na face da Terra. Ao mesmo tempo que aprendi a não crer na existência de Deus, aprendi a odiá-Lo.
Um dia, estava tão perturbado que decidi perambular pelas ruas, e foi nesse dia que me deparei com uma família que, percebendo algo estranho em mim, se aproximou e me falou coisas que nunca havia sequer ouvido de meus pais. Eram eles da Obra de Deus, e enquanto aquela esposa de pastor me falava Quem realmente era Deus, pude perceber que o maior injusto estava sendo eu, por nunca ter dado uma chance para Ele provar o que era um Amigo de verdade. Foi difícil, mas me entreguei àquele convite e busquei a libertação. Parecia que não ia conseguir, pois vivia sob ameaça constante do diabo. O detalhe era que agora não era apenas aquela família, mas muitos na igreja lutando por mim.
Hoje, sou obreiro na igreja em que frequento, não medindo esforços para ajudar pessoas, independentemente dos casos. Falo de Deus com propriedade, de que é possível mudar de vida, uma vez que a minha literalmente mudou. Meu livro de cabeceira é a Bíblia Sagrada. Meu pacto diário é com a minha vida no Altar. Minha Companhia eterna é o meu Deus, Ele é o meu melhor Amigo!
Jamisson Lima